22.1 C
Rio Grande do Sul
quarta-feira, junho 12, 2024
Home- ÚLTIMAS NOTÍCIAS -Ministério da Saúde Investe Mais de R$ 200 Milhões para Fortalecer Saúde...

Ministério da Saúde Investe Mais de R$ 200 Milhões para Fortalecer Saúde no Rio Grande do Sul Após Catástrofes Naturais

Alocação de Recursos e Atenção Emergencial Visam Reconstruir Infraestrutura e Combater Doenças Após Temporais e Enchentes

O Ministério da Saúde anuncia a alocação de R$ 202,2 milhões para reforçar a assistência à saúde no Rio Grande do Sul, uma resposta vital às recentes intempéries que assolaram o estado. A ministra da Saúde, Nísia Trindade, revelou os detalhes em uma coletiva de imprensa realizada em Porto Alegre nesta terça-feira (21).

Essa injeção de recursos eleva o total destinado pelo ministério para mais de R$ 1,7 bilhão, uma demonstração tangível do compromisso federal com a reconstrução e o fortalecimento da infraestrutura de saúde do estado. Dos R$ 202,2 milhões alocados, cerca de R$ 135,9 milhões serão direcionados especificamente para reconstrução e ampliação da rede de saúde, beneficiando 33 municípios.

Parte desse financiamento, aproximadamente R$ 76,3 milhões, provém do Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), enquanto os restantes R$ 59,6 milhões serão liberados através de portarias a serem publicadas. A ministra destacou a necessidade de agir rapidamente diante dos desafios enfrentados pelo Rio Grande do Sul, ressaltando a importância de passar da reflexão para a ação.

O ministério está destinando recursos emergenciais no valor de R$ 66,3 milhões para aquisição de medicamentos e insumos, fortalecendo assim a capacidade de resposta às necessidades imediatas da população. Nísia Trindade também enfatizou a preocupação com as síndromes respiratórias, anunciando um aporte de R$ 56,6 milhões para o tratamento da síndrome respiratória aguda grave em adultos.

Lamentavelmente, a ministra também observou o aumento das preocupações com doenças infecciosas, como a leptospirose, ressaltando a importância da busca imediata por assistência médica ao apresentar sintomas. Enquanto o estado enfrenta múltiplos desafios de saúde pública, Nísia Trindade enfatizou a continuidade dos serviços de saúde e instou a população a evitar a automedicação, buscando cuidados profissionais quando necessário para evitar complicações adicionais.

- Publicidade -

Mais populares

Feito com muito 💜 por go7.com.br